terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Águas e Renovação, para o ano que se inicia

A água, um exemplo magnífico de renovação... vem do céu a terra... pode se juntar em grandes aglomerações, lagos, mares, rios... segue seu curso sem conhecer seu destino final... pode trazer, levar, renovar a vida... pode ser bem tratada ou não... mas segue seu curso... e quando repentinamente ou não... volta ao céu, a origem... um novo ciclo se inicia... em seu curso... com todas as suas curvas, correntezas e mansidão... perfeitamente imperfeito... indo e vindo.. renovando.. seguindo seu curso...

Um novo ano se inicia... quem sabe podemos nos perceber analisando nosso curso percorrido... ou talvez planejando nosso novo rumo... e como é bom saber que podemos refletir e direcionar nosso rumo.. nosso curso...

Ótimo 2011!! Que seu curso no ano que inicia seja o melhor que ele pode ser, na maneira que ele tem que ser, no momento que for... sempre...

sábado, 25 de dezembro de 2010

Feliz Natal!!!!

Uma pedra atirada a um lago, mesmo que por vezes nos parecendo tão pequenina... causa uma ondulação em milhões e milhões de partículas d'água.... uma vibração...

É Natal... que todas as vibrações positivas desta data, somadas, multiplicadas, infinitas... perdurem... e assim sejamos todos nós tocados por elas... permitindo também que possamos nós tocar aos demais.. sabendo que a cada um que esta vibração tocar.... trará ainda mais esperança, luz, harmonia, paz e amor.... em nossos lagos... em nossas vidas...

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Lembranças de um recomeço perpétuo

Há pouco mais de 2.000 anos atrás, a humanidade teve um novo recomeço, muitas coisas mudaram, e até a contagem dos anos recomeçou... a humanidade ganhou a chance de recomeçar, de fazer de um modo diferente, de fazer e ser melhor... para ser ela mesma... novamente...


Desde então muito se passou, muito se mudou também.... e de tempos em tempos relembramos um recomeço, uma nova chance...


Que dessa lembrança possamos nos lembrar, dia após dia, que podemos recomeçar, que podemos nos dar novas chances de... de sermos nós mesmos... na maneira que podemos ser... agora... perfeitamente imperfeitos...


Não se esqueça de não se esquecer de se lembrar de não se esquecer de lembrar... seja você... agora!!!



Ótima semana!!

sábado, 18 de dezembro de 2010

Desejos para 2011, por Victor Hugo

Desejo primeiro que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.

Desejo, pois, que não seja assim
Mas se for, saiba ser sem se desesperar
Desejo também que tenha amigos
Que mesmo maus e inconseqüentes
Sejam corajosos e fiéis
E que pelo menos em um deles
Você possa confiar sem duvidar

E porque a vida é assim
Desejo ainda que você tenha inimigos
Nem muitos, nem poucos
Mas na medida exata para que
Algumas vezes você se interpele
A respeito de suas próprias certezas.
E que entre eles
Haja pelo menos um que seja justo

Desejo depois, que você seja útil
Mas não insubstituível
E que nos maus momentos
Quando não restar mais nada
Essa utilidade seja suficiente
Para manter você de pé.

Desejo ainda que você seja tolerante
Não com os que erram pouco
Porque isso é fácil
Mas com os que erram muito e irremediavelmente
E que fazendo bom uso dessa tolerância
Você sirva de exemplo aos outros

Desejo que você, sendo jovem,
Não amadureça depressa demais
E que sendo maduro
Não insista em rejuvenescer
E que sendo velho
Não se dedique ao desespero
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor

Desejo, por sinal, que você seja triste
Não o ano todo, mas apenas um dia
Mas que nesse dia
Descubra que o riso diário é bom
O riso habitual é insosso
E o riso constante é insano.

Desejo que você descubra
Com o máximo de urgência
Acima e a respeito de tudo
Que existem oprimidos, injustiçados e infelizes
E que estão bem à sua volta
Desejo ainda
Que você afague um gato, alimente um cuco
E ouça o joão-de-barro
Erguer triunfante o seu canto matinal
Porque assim, você se sentirá bem por nada

Desejo também
Que você plante uma semente, por menor que seja
E acompanhe o seu crescimento
Para que você saiba
De quantas muitas vidas é feita uma árvore

Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro
Porque é preciso ser prático
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele na sua frente e diga:
"Isso é meu"
Só para que fique bem claro
Quem é o dono de quem

Desejo também
Que nenhum de seus afetos morra
Por eles e por você
Mas que se morrer
Você possa chorar sem se lamentar
E sofrer sem se culpar

Desejo por fim
Que você sendo homem, tenha uma boa mulher
E que sendo mulher, tenha um bom homem
Que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes
E quando estiverem exaustos e sorridentes
Ainda haja amor pra recomeçar

E se tudo isso acontecer
Não tenho mais nada a lhe desejar

[Victor Hugo]

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Nossos bandos e jornadas....

"Algumas aves quando em migração... em grandes jornadas... possuem características perfeitas às imperfeições de seu caminho...
elas podem voar em grupo... unidas... de forma a diminuir a resistência e o cansaço em sua jornada...
podem aumentar a velocidade quando necessário... e percorrer grandes distâncias em sua jornada...
podem diminuir a velocidade quando necessário... e ser mais cuidadosa em sua jornada..
quando um membro do bando não consegue acompanhar os demais como outrora... uma ou mais a apóiam... e a jornada continua...
quando completam sua jornada, cada ave do bando sabe que pode se permitir saber.... que cumpriu todo o seu papel individual.. para que ela e seu bando cumprissem seu papel... de completar sua jornada... em bando... e sempre..."


Possamos nós saber nos permitir saber como é estar em bando... como pode ser uma jornada em bando... como pode ser bom completar uma jornada em bando... como é um bando... e sempre...


Ótima semana!!!!

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Da importância

''A importância de uma coisa deve ser medida pelo encantamento que essa coisa produz em nós.''
[Manoel de Barros]

O afeto

"A coisa mais certa deste mundo é que o afeto, somente, torna o homem necessário"
[Goethe]

Amigo

"Um amigo de verdade é aquele que nos critica na nossa frente e nos elogia na nossas costas." (Eduardo Galeano)

LOUCOS E SANTOS

Meus amigos são todos assim: metade loucura, outra metade santidade.
Escolho-os não pela pele, mas pela pupila,
que tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.
Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.
Deles não quero resposta, quero meu avesso.
Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim.
Para isso, só sendo louco.
Quero-os santos, para que não duvidem das diferenças
e peçam perdão pelas injustiças.
Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.
Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.
Pena, não tenho nem de mim mesmo, e risada, só ofereço ao acaso.
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem,
mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice!
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto;
e velhos, para que nunca tenham pressa.
Tenho amigos para saber quem eu sou, pois os vendo loucos e santos,
bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que
"normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.

[recebido de uma grande amiga que amo]

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Iniciemos a semana

"Casualmente uma semente chega ao chão, onde recebe água da natureza, a luz do Sol, permitindo-se germinar, brotar, crescer.. e em honra a simples casualidade de sua vida.. ela oferece a beleza e o perfume de suas flores.."

Possamos nós honrar nossas vidas, permitindo-se florescer..

Ótima semana!!!

domingo, 5 de dezembro de 2010

"É preciso saber ocasionalmente perder-se, quando queremos aprender algo das coisas que nós próprios não somos." (Nietzsche)